[um ano sem televisão] semana 4.1

Abril é o mês em que eu quero ter pelo menos uma semana sem recaídas. A primeira semana foi assim. tumblr_lezglxvZNt1qdgek7 O meu objetivo este mês é ter pelo menos uma semana sem recaídas.

Comecei a semana exausta de todo. Acabei por passar a segunda-feira a recuperar lentamente da dor de cabeça imensa que tive pelo excesso de trabalho na semana passada e excesso de atividade que acumulei com um sábado com recaída de TV, enquanto preparava a ida para Londres.

Como acontece sempre que tenho dores de cabeça agora, pensei que devia meditar mais – tenho-me baldado à meditação e claramente é uma coisa que me ajuda a gerir as dores de cabeça que são previsíveis, mas crónicas. Como é uma das coisas que está no topo da minha lista de coisas a fazer em momentos de cansaço e para compensar o “vazio” de não ter esse mecanismo de coping, decidi recomeçar a prática, juntamente com a prática diária de caminhar todos os dias. images tumblr_n9kbsq4NjZ1shetzio1_500

Mudar de ares foi também uma coisa que ajudou bastante e passei muito do tempo a trabalhar na minha tese em reclusão (existem vantagens do ponto de vista da produtividade científica no facto de outras pessoas saberem que vocês estão “para fora” e de vocês estarem num sítio onde quase não conhecem ninguém).

“Ah então quer dizer que esta semana correu melhor porque não procrastinaste?” – errado! procrastinei e bastante, mas parece que ler notícias online e organizar outros assuntos, bem como escrever posts são um prelúdio melhor para trabalhar que ver uma série. E não sei se é o meu neurónio preguiçoso a falar, mas parece-me até que funciona como uma espécie de “aquecimento mental” para trabalho mais complexo. Além do que sempre ficamos com uma ideia mais clara de que estamos a produzir. Bom, pelo menos é o que me parece neste momento.

No Audible.com ando a ler “MInimalism: live a meaningful life” da Joshua Fields Milburn e Ryan Nicodemus (embora deteste o narrador deles, enerva-me!); acabei “The Hitchhiker’s guide to the galaxy” e só tenho a dizer que é tão, tão, tão, tão bom, que vou ler (não há versão audio!) os restantes livros da coleção. Vai ter que ser.

Outra coisa que *vai ter que ser* é Game of Thrones a partir de 13 de abril. Vou tentar contornar a coisa assistindo com amigos, mas vai mesmo ter de ser. É que não há hipótese.

Game-of-Thrones-Daenerys-Targaryen-620x350

Recaídas

Antes de começar a semana no domingo, vi uma quantidade de episódios de “O principe de Bel Air” no sábado, porque me lembrei da série e depois apeteceu-me rever. Mas isso não bastou, acabei por ficar a ver tv e não descansei tanto quanto precisava, o que acabou por me estragar o fim de semana e dar uma dor de cabeça valente. Depois de perceber a ligação entre a dor de cabeça e a recaída, reforcei a minha vontade de ter uma semana sem nenhum recaída e decidi começar a semana no domingo, em vez de sábado, como tenho mais ou menos feito até agora.

Na sexta feira (logo sexta-feira santa!!) estive a fazer uma tarefa estatística verdadeiramente aborrecida e só conseguir segurar-me à minha sanidade porque fui vendo-ouvindo episódios de “comedians in cars getting coffee” do Jerry Seinfeld e vendo alguns vídeos no youtube… E lá se foi uma semana que estava a correr tão bem… De qualquer forma sempre aguentei *quase* uma semana inteira. not so bad!

ENSEÑAR-A-LOS-HIJOS-A-VER-LA-TV-TERRASSA-BARCELONA-3

Um pensamento sobre “[um ano sem televisão] semana 4.1

  1. Pingback: [Um ano sem televisão] um resumo | Helena G. Martins

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s