[um ano artístico] Semana 4.1

As coisas começam a fluir, mas ainda há coisas que eu posso fazer para melhorar…

IMG_5928.jpg

Esta semana, terminei a minha série de mandalas com uma mandala que vai ser presente de aniversário, uma que serviu de envelope para um presente de casamento e mais duas que ficam “à espera de vez” e tive várias ideias para coisas novas que de facto me apetecem imenso fazer.

No entanto, nos dias em que não tenho uma tarde, manhã ou mesmo um dia para especificamente fazer coisas artísticas, acabo por não levar nada a cabo e não é por falta de ideias ou de vontade de fazer coisas: a verdade é que estou a recair no meu velho hábito de ver imenso youtube e voltei a jogar um jogo online – o que por muito que eu diga a mim mesma que funciona para eu perceber mais de gamification, o facto é que me rouba tempo e energia para outras coisas que eu quero fazer e me rouba “mindfulness”.

Apesar de ter feito um ano sem TV e ter abandonado o hábito de jogar online por um par de anos, atualmente parece-me que esta atitude mais radical não é ideal. Durante o meu ano sem TV, uma das dúvidas que eu tinha mais frequentemente era se o facto de não estar a consumir pop culture me poderia estar a limitar em termos de criatividade de possibilidade de ligar-me aos outros do ponto de vista das referências que temos em comum.

Esta semana, ao rever uns materiais sobre comunicação, encontrei uma citação de Guy Kawaski que diz que a chave do design é “eat like a bird, poop like an elephant”, significando que devemos consumir muito e produzir ainda mais de um ponto de vista criativo.

Internet-Addiction.png

Neste momento, de facto não me parece ideal deixar por completo este hábito; porém acho que posso melhorar o equilíbrio e criar algum espaço em que não uso a internet de todo. Vou tentar fazer isso durante este mês a partir das 19h.

5528321b08652a6c885eeafc399798c4.jpg

Entretanto, estou de facto a gostar imenso desta nova fase em que estou a produzir novamente e tenho ideias para espetáculos de storytelling, desenhos e outras coisas (estou a “cozinhar” uma coisa muito especial!). Só tenho é de arranjar forma de pôr em prática e fazer acontecer, porque para mim a arte só serve se for partilhada.

Esta semana tive ainda uma experiência muito interessante: houve um dia que estava a ser particularmente cheio – levantei-me às 6.30, dei 6 horas de aulas, preparei materiais para os alunos durante 3 horas e pelas 18h estava completamente KO, mas tinha combinado um encontro e fui. Consegui socializar e ter uma conversa muito interessante e depois fui a pé para casa, parando pelo caminho para jantar num sítio em que já tinha pensado várias vezes ir. Quando cheguei a casa às 21h30 ainda tinha energia de sobra! Foi surpreendente para mim, porque eu lembrava-me de conseguir fazer muitas coisas e ter muita energia, mas não me recordava bem como é que tinha alguma vez conseguido fazer isso, já que no último ano tenho estado sempre mais “cansada”, tendo havido alturas em que eu praticamente “hibernei”. Achei mesmo que estava a ficar velha e que aquelas recordações pertenciam ao passado, mas se calhar esta energia passa muito por fazer coisas que eu gosto e que me estimulam, o que paradoxalmente me ajuda a combater o cansaço e me devolve alguma vitalidade.

Vou ver se exploro mais estas ideias!

11584505-large.jpg

Coisas artísticas preferidas desta semana

  • “Seasons of Love” do musical “Rent”

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s