[Livros] #5 Feng Shui: 168 maneiras práticas para uma vida tranquila e feliz

Título :: Feng Shui: 168 maneiras práticas para uma vida tranquila e feliz

Autor :: Lilian Too

Editora :: Didática Editora (2005)

IMG_8873

Sinopse e Crítica

Lilian Too é uma afamada autora na área do feng shui, e tem inclusivamente programas de tv sobre a temática na Ásia. Parte da atratividade do livro tem a ver com o facto de estar dividido em 168 pequenas “missões” práticas que podem ajudar @ leitor@ a tornar a energia da sua casa mais conforme o feng shui. Este livro é ideal para pessoas que já sabem um pouco acerca da filosofia do feng shui, porque adota a escola das “estrelas voadoras”, lembrando @ leitor@ que é necessário ir alterando a energia dos locais onde habita e trabalha todos os anos, promovendo coisas diferentes de acordo com o calendário lunar chinês.

Pessoalmente achei menos piada a este livro que a outros que já li sobre a temática, porque tenho dificuldade em assimilar/aceitar esta coisa das estrelas voadoras. Já se sabe que o Feng Shui não está validado cientificamente, no entanto há princípios desta filosofia que independentemente dos argumentos de facto tornam os espaços mais agradáveis; porém confesso que as coisas mais associadas com boa e má sorte de forma mais estipulativa, metem-me alguma confusão  – mas como o saber não ocupa lugar, vale sempre a pena conhecer outros pontos de vista.

O meu contexto

Comprei este livro em 2006 depois de ter lido e gostado muito de outro livro desta autora Feng Shui: 168 Maneiras Desimpedir Casa. Confesso que fiquei um pouco desapontada por me identificar menos e por achar o livro menos prático, no entanto admito que o livro é fácil de ler e que quem se identificar com estas noções terá uma facilidade acrescida em perceber os conceitos porque está tudo bastnate simplificado.

Algumas ideias

A ideia chave por detrás do feng shui é que a energia dos sítios em que habitamos/trabalhamos é muitas vezes refletida por nós mesmos, ou seja: os sítios por onde andamos afetam-nos.

O feng shui defende que esta influência do espaço sobre nós mesmos tem a ver com o chi, a energia vital, que circula nesses mesmos locais e que quando está desiquilibrada, acaba por nos desiquilibrar também.

O livro foi publicado em 2005, já que em 2004 o chi passou do periodo 7 para o periodo 8, deixando de vigorar o metal e passando a vigorar a montanha e a água (porque de acordo com esta escola de feng shui, existem 5 troncos celestiais – água, fogo, terra, metal e madeira – a que se acrescem os 12 signos e a energia vai variando de acordo com estes). Cada período destes tem 20 anos.

O livro divide-se em 3 partes:

I. Aflições do feng shui dentro e fora de casa

  1. aflições físicas do feng shui
  2. aflições intangíveis do feng shui
  3. dimensão espacial e temporal no feng shui

II. Criar uma casa intensamente próspera e feliz

  1. captar a influência das estrelas da montanha e da água
  2. água auspiciosa para captar estrelas de água favoráveis
  3. maximizar a sorte da casa com as oito mansões
  4. boa sorte adicional dos especiais das estrelas voadoras
  5. optimizar o feng shui da sua direção astrológica
  6. atualizações anuais e mensais do feng shui

III. Proteger a Casa

  1. derrotar a má sorte das dez dirações
  2. aumente a energia do chi com intensificadores simbólicos
  3. feng shui para a felicidade conjugal

 I. Aflições do feng shui dentro e fora de casa

Neste capítulo, fala-se da importância de procurar evitar setas envenenadas (arestas que ficam viradas para nós). Defende-se que “uma disposição equilibrada dos móveis e o mínimo de confusão possibilitam o livre fluxo de chi pela divisão”(pp.14). Ensina-se ainda a ler o kua das estrelas voadores (com muitos números e muita interpretação de números…).

Algumas das sugestões da autora:

  • O hall/corredor de entrada não deve ter nada que bloqueie ou dificulte a entrada do chi, nem este deve ser bloqueado por móveis em outras divisões.
  • Os sofás e cadeiras devem não estar em posições de oposição e na sala de jantar, a mesa nunca deve parecer apertada nem estar junto a uma casa de banho; em caso de haver pouco espaço, deve colocar-se um espelho junto à mesa de jantar.

IMG_8874

  • Não são recomendadas bacias de água e o elemento de água do lado direito da porta de entrada (promovem a infidelidade masculina), e os espelhos ao pé da porta também têm uma série de regras, consoante aquilo que estão a refletir.
  • No quarto, um espelho que reflete a cama, bem como outras superficies refletoras (tv, ecrã de computador) são consideradas muito pouco auspiciosas.
  • quando uma casa tenha corredores longos, devem ser colocadas “distrações” (plantas e arte por exemplo) no mesmo para evitar discórdias e conflitos
  • quando os quartos tenham portas opostas, deve colocar-se uma luz brilhante entre estas para atenuar os conflitos
  • para contrariar as “setas envenenadas” (as esquinas vivas) pode colocar-se um planta em frente à mesma ou tentar perceber de onde vem a energia para a contrariar com elementos opostos (se uma esquina está voltada para sul, vem de norte, logo, plantas ou cristais anulam a sua má energia).
  • outras coisas pouco auspiciosas: vigas visíveis (nos quartos quando impossível mover a cama, deve colocar-se uma musselina fina para tapar), água debaixo de escadas (e.g. um wc), um espelho por detrás da cama, televisão nos quartos, objetos lascados ou defeituosos (especialmente canalizações e tomadas elétricas).
  • As casas de banho em geral são coisas pouco auspiciosas, pelo que devem ser pequenas e discretas. Voltadas a sul precisam de energia terra, a norte, madeira, a oeste e noroeste, água, a leste e sudoeste, fogo e a sudoeste ou nordeste, metal.
  • A porta das casas de banho deve manter-se sempre fechada.
  • As mesas de jantar querem-se redondas para evitar conflitos.
  • A manutenção da casa suporta o bom chi.

II. Criar uma casa intensamente próspera e feliz

Esta secção prende-se com o uso de símbolos e técnicas para atrair a estrela voadora da água e da montanha. Tem uma série de precauções e cuidados que cada pessoa deve ter em sua casa e que não estão devidamente resumidos porque não os consigo compreender bem. Essencialmente é preciso verificar para onde está virada a casa, para se determinar que configuração têm as estrelas voadoras neste contexto.

  • usar pedras e geodes decorativos para reforçar a presença da montanha, bem como cristais e imagens de montanhas.
  • evitar a água estagnada.
  • os dragões são símbolos que aumentam o poder da zona onde estão.
  • as tartarugas devem estar viradas para norte.
  • o sítios com pior sorte são os sítios da casa onde se encontram “o grão duque júpiter” (ou Tai Sui), “os 3 assassinos” (ou sam sart) e o “cinco amarelo”.
  • o sítio melhor é onde se encontrar o 8, o 6 atrai o chi celestial, o 4 atrai sorte no amor… etc.

 III. Proteger a Casa

A má sorte pode vir das 10 direções (8 direções da rosa dos ventos e do pakua + cima e baixo)

  • defumar a casa preferencialmente com ervas de montanha (especialmente pelas sextas, pelas 18h)
  • ter muitas plantas em casa

Onde mora este livro?

Este livro foi morar para casa de uma amiga que também gosta da temática, mas que sabe muito mais de Feng Shui do que eu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s